27 de nov de 2008

Coisas que quero esquecer

Ontem me lembrei, não sei bem porque (no fundo sei, mas não quero falar), da primeira vez que me disse 'eu te amo'. Chegávamos em minha casa (ou já era nossa?) e paramos na barraquinha para comprar pão e bananas... Olhava pro moço, que me entregava as bananas com uma mão e com a outra pegava o dinheiro, quando ouvi um sussurro: 'eu te amo'. Olhei atônita, sem graça, sem saber o que dizer... EU TE AMO... Falou de novo, desta vez com os dois peixinhos sorrindo em teu rosto, como uma criança feliz... 'Pare'. Respondi (como quem não quer ouvir, como quem ainda não está preparada para ouvir, ou ainda, como quem não acreditasse mais que alguém poderia nutrir - por mim - tais sentimentos). Embora a alegria, imperava em mim o medo. Um medo de perder esse amor, que acabava de ganhar...

2 comentários:

  1. Bom, bom, muito bom.
    Bjs do carioca

    ResponderExcluir
  2. é.. tava aqui pensando que perdi.. não, não perdi... nunca foi meu.

    ResponderExcluir