19 de out de 2010

resposta ao nada.

Como posso tentar perdoar e tirar as mágoas de meu coração, se ainda tenho tantas feridas abertas??? E a cada fato novo elas sangram ainda mais? Essa porra que me persegue, a qual nem sei denominar... me toma meu peito em lágrimas, como se nada disso pudesse deixar de fazer parte de minha vida. Não quero me magoar ainda mais. Não quero nada que me faça mal perto de mim. Já tenho que lidar com meus próprios espinhos, com a minha raiva que me corroe por dentro como um câncer. Ela nunca vai embora. Porque sou uma pessoa comum, presa aos sentimentos mesquinhos da crosta de onde vivemos. É muito difícil. Muito. Sofro muito. Tudo que eu queria era voltar no tempo e tentar fazer as coisas de uma forma diferente, onde eu pudesse evitar tudo que deixou marcado meu peito. Há o que me conforte?...

Nenhum comentário:

Postar um comentário