25 de mar de 2010

de madrugada Moleque ronda a casa la fora... para na porta, arranha, bate, chora... como que soubesse que sua dona morreu...

Nenhum comentário:

Postar um comentário