14 de set de 2009

sobre a frida que escreve.

eu nunca sei quando sou rebeca, ou quando sou ana... só sei que elas habitam em mim... escondidas em alguma célula, algum poro, algum fio de cabelo...

Um comentário:

  1. Não é preciso saber se falo com Frida, Rebeca ou Ana...A essência está nos detalhes, na força da palavra. Lerei algumas páginas do seu livro, ficarei à vontade.

    Inté

    ResponderExcluir