4 de ago de 2009

"Não acredito mais no fogo ingênuo da paixão. São tantas ilusões perdidas na lembrança... Nessa estrada, só quem pode me seguir sou eu..."

Nenhum comentário:

Postar um comentário