14 de jul de 2009

eu, que não amo ninguém.

No meu perfil do orkut, há um tempo atrás, tava lá escrito no item "paixões" : não tenho grandes paixões na vida. Na verdade só gosto das coisas. E isso é um verdade sim. Percebo cada vez mais... embora algumas pessoas que "me conhecem mais do que eu mesma", tentem me mostrar e convencer que eu tenho sim paixões... Não há nada que me mova dessa maneira... E o que tenho percebido muito agora, é que, nesse meu desapego, inclui-se aí também o amor... sim... é real. Eu não amo ninguém. E não tenho tolerado muito essas distribuições de eu-te-amo por ai, como quem diz simplesmente "hoje vai chover"... Na verdade não tem nada nem ninguém que me prenda ou me apeteça o coração... Posso viver tranquilamente assim. Não quero dizer que eu seja autossuficiente... Mas eu sei que sempre terei amigos ao meu lado... E certamente estarão sempre se renovando ao longo da minha vida... Posso viver sem eles, porque outros virão... posso viver sem o "grande amor da minha vida" porque outro virá depois... ahhh, falando assim francamente, a única coisa pela qual eu não conseguiria viver, pela qual eu sofreria cruelmente pela falta, é sim, a minha máquina de lavar roupas. Sem ela, minha vida seria um tormento.

Um comentário: